sexta-feira, 27 de maio de 2016

quarta-feira, 25 de maio de 2016

SABEDORIA POR PEPE MUJICA


"Ninguém é mais que ninguém, dizem meus conterrâneos. Por mais pretensões ou recursos que tenhamos ...Todos vamos terminar no caixão. E, de qualquer maneira você não vai poder levar consigo todo o dinheiro que acumulou. Essa me parece uma maneira bem boba de viver."

Pepe Mujica, ex-presidente uruguaio (foto)

sexta-feira, 20 de maio de 2016

O QUARTO PODER - UMA OUTRA HISTÓRIA / PAULO HENRIQUE AMORIM


Conclui também a leitura do livro "O Quarto Poder" do jornalista Paulo Henrique Amorim.  Conta muitos fatos da sua trajetória, relata entrevistas e revela histórias inéditas da política brasileira. A leitura é agradável e embora conte com mais de 500 páginas, as narrações envolvem e prendem o leitor até o fim. Durante as suas páginas relata-se a história da Rede Globo, seu apogeu e suas crises. Suas frases são marcantes. Outro livro que merece ser lido para compreender as sombras da comunicação brasileira. Reproduzo frase atribuída a Roberto Marinho e citada no livro:"O Globo é o que é mais pelo que não deu do que pelo que deu". 

Ah, gostei demais da transcrição da entrevista do arquiteto Oscar Niemeyer.

GUIA DO TRABALHO CIENTÍFICO / CELSO FERRAREZI JUNIOR


Para quem está com monografia, dissertação e tese em curso, indico o livro Guia do Trabalho Científico de Celso Ferrarezi Junior. Um livro pequeno, mas com dicas preciosas para quem enveredou pelo caminho acadêmico. Li e aprovei. Está sendo meu acompanhante neste momentos de redação. Vale a pena.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

ESCREVER MELHOR - DAD SQUARISI E ARLETE SALVADOR


Para quem gosta de se aperfeiçoar o livro ESCREVER MELHOR de Dad Squarisi e Arlete Salvador é uma boa oportunidade. Com leitura fácil e inteligível, é repassado uma série de conhecimentos úteis sobre a arte de escrever em português. Interessante que nos meus relatórios sempre escrevia a expressão "FACE A OCORRÊNCIA" e o corretor sempre apontava erro. Nunca me convenci do equívoco, até a leitura do livro. O correto é "EM FACE DE". Mudarei os relatórios a partir deste conhecimento adquirido. Afinal, lendo e aprendendo.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

UMA BOA NOTICIA


Antes da melhor notícia dos últimos anos para Quixadá, que é o final do mandato desastroso e irresponsável de seu atual prefeito, chega também o comunicado extraordinário de que Quixadá recebeu autorização para a instalação do curso de medicina. Muito justo pela dedicação de muitos a esta causa de Quixadá - Cidade Universitária. Parabéns a todos os defensores desta luta. Esta sim é uma bela conquista.

MANUAL DE CONTROLE PATRIMONIAL - DIOGO DUARTE BARBOSA


Um livro que é um verdadeiro manual no trato com o patrimônio público é a publicação de Diogo Duarte Barbosa. Atualizado dentro das novas normas de contabilidade, possibilita o conhecimento sobre como deve ser o passo a passo na gestão patrimonial. A linguagem é acessível, com apresentação de modelos exemplificativos de normas locais a serem editadas pelo poder público, no sentido de resguardar legalmente a preservação de seu patrimônio. Leitura obrigatória para gestores e servidores que atuam no controle interno e externo.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

DESVARIO ADMINISTRATIVO


Realmente nosso país vive uma situação difícil, com possibilidade de um epílogo triste e de desdobramentos não avaliáveis. Contudo, o município de Quixadá vive caos ainda maior.

Não se pode nem avaliar como gestão municipal o atual grupo de pessoas que está a frente da Prefeitura em Quixadá. A irresponsabilidade e o despreparo tem levado o município a uma longa e tortuosa agonia.  

Neste momento a cidade vive uma epidemia de dengue, Chikungunya e outras doenças. Pessoas estão morrendo. A área de saúde, apesar do município ter recebido uma Unidade de Pronto Atendimento e uma Policlínica, enfrenta uma crise sem precedentes. O setor foi totalmente desestruturado, fruto da politicagem e desvario administrativo. Praticamente nada funciona a contento.

A área financeira, raiz da maior parte dos problemas da (indi) gestão municipal, enfrenta dificuldades com a permanência de salários atrasados dos servidores, aposentados e pensionistas.  Não há capacidade de investimento nenhum, com a perda de projetos, face ausência de recursos para  as necessárias contrapartidas. Em três anos e alguns meses de mandato, a administração só pintou de verde alguns prédios públicos, incluindo o cemitério, e inaugurou uma academia de ginástica sem equipamentos. 

A limpeza urbana, que já foi modelo para o estado em passado longínquo, é um triste cartão postal do lixo e da incompetência. As notícias não são nada alvissareiras para nossa cidade Quixadá. Todos os dias pipocam denúncias na ausência de zelo com os bens públicos. Lamentável. 

Esperança de dias melhores sempre há. Mas, ainda há meses a percorrer sob a desprezível gestão. Perdão pelo voto equivocado já pedi e reforço novamente. Espero que tenhamos a sapiência de escolher bem os novos gestores neste ano eleitoral. Rezemos e torcemos que estes dias nebulosos passem, Que os ventos da mudança sadia efetivamente aconteçam e não o arremedo verde insano em que nos metemos.

domingo, 1 de maio de 2016