terça-feira, 15 de julho de 2008

E o judiciário, aliás o STF ?



Estes fatos acontecidos após a operação da Polícia Federal fazem primeiro nos encher de orgulho de termos um polícia republicana. Uma polícia que investiga competentemente e leva para a cadeia criminosos de colarinho branco, que achavam que a impunidade em nosso país estava garantida. Ver Daniel Dantas e sua quadrilha, que envolve o famoso "Naji Nahas", Celso Pitta e outros aloprados presos, já é um consolo para nós pobres mortais, só acostumados a ver algemados ladrões de galinha. Muito embora nossa alegria tenha durado pouco.


Agora é de lamentar ver um senador da república, líder do PSDB, defender estes marginais. Mais lamentável ainda ver que jornalistas famosos recebiam também propina para não divulgar informações sobre Daniel Dantas (veja o caso de Miriam Leitão). Outro lamento ver que o ex-deputado Greenhalgh se presta ao serviço de defender Daniel Dantas. E mais o presidente do STF solta duas vezes este marginal para que ele possa continuar a corromper, demonstrando seu entendimento para fazer "justiça" em nosso Brasil.


Parabenizo a PF, o bravo juiz Fausto de Sanctis que emitiu a ordem de prisão para estes bandidos, o ministro Tarso Genro, os procuradores e juizes federais solidários contra a nefasta atuação de Gilmar Mendes.


Veja ao lado a foto deste exemplo para o Brasil, que é o mesmo juiz que decretou a venda dos bens do narcotraficante Abadia.