sexta-feira, 21 de novembro de 2014

MAYSA / LIRA NETO

Desde pequenino me afeiçoei à leitura. Primeiro com as histórias em quadrinhos. Depois vieram os best-sellers, livros de história, direito, entre tantas outras variedades literárias. Hoje, procuro variar entre leituras técnicas do trabalho e do direito. No meio delas introduzo livros agradáveis e reais. O escolhido da vez foi Maysa do biógrafo cearense Lira Neto. Já estive com o escritor em duas oportunidades e apreciei por demais seu tomo sobre Padre Cícero. O próximo da fila será a trilogia sobre Getúlio Vargas.

Ocorre que a riqueza de detalhes com que o autor nos brinda sua narrativa, nos faz viver com paixão ahistória. Parecia que eu estava presenciando o show nostálgico da musa no Canecão. Me via presenciando os seus porres homéricos. Parece que escutava Maysa cantando "Ne quitte pas". Como a música permeia sua vida, juntamente com as idéias e casos amorosos, vou ter que me deleitar com um cd de sua autoria. Isto para reviver a leitura agradabilíssima das suas páginas. 

Maysa foi uma mulher a frente do seu tempo. Foi uma pessoa marcante na música e na cultura. Viva a eterna Maysa. Para os leitores digo que vale a pena conhecer e ler Maysa.