quinta-feira, 7 de agosto de 2008

FUTSAL DE QUIXADÁ


Quem não se lembra dos grandes jogos de futsal realizados em Quixadá ? Das disputas entre Autolatina e Grasa, de Balneário e AAbb ou Avante ? Tivemos toda uma geração que praticava futsal e que acabou produzindo grandes jogadores que nos levaram aos memoráveis títulos de 1985 e 1989 do Intermunicipal. Jogadores como Blasco, Totô, Etinho, Tim, entre tantos outros nos deram muitos títulos e alegrias. A quadra do estadual, do balneário, da aabb e o próprio ginásio coberto ficavam repletos de torcedores para acompanhar os jogos das copas e da seleção. Foi um período saudoso. Tive o privilégio de comandar como dirigente algumas dessas seleções em intermunicipais e de organizar inúmeras competições como secretário de esportes (1993-1996). Fazia com gosto pois sempre tive uma paixão pela atividade esportiva e especialmente pelo futsal. Ainda me recordo da final de 94 em Aquiraz quando desbancamos famosas equipes e acabamos traidos pelo destino nos últimos segundos da final.
Essas recordações são memoráveis mas nos fazem colocar um ponto de interrogação: o que levou a desmotivação dessa atividade em Quixadá ?
Acho que o abandono do poder público ao setor vem de certo tempo. Desde 1997 que não tivemos grandes competições ou representações do município bem organizadas. Faltou um calendário mais efetivo de atividades. Faltou decisão política.
Estive em Mombaça para acompanhar mais um intermunicipal. Com as regras atuais em que só se joga pela cidade os atletas nascidos ou que votem há certo tempo naquele município, caso tivéssemos um planejamento mínimo ganharíamos praticamente todos os anos esta competição. Não precisaríamos de viver do passado. Tinha muitos planos caso chegasse a ser eleito prefeito de nosso município. Vamos esperar que o futuro gestor tenha sensibilidade para o esporte. Pelo que conhecemos dos candidatos, você acredita ?