quinta-feira, 21 de agosto de 2008

NOVA VINDA DE LULA


Mais uma vez o presidente Lula visita Quixadá. Desta vez para entregar a Usina de Biodiesel. Como fui um que contribuiu e que viu este sonho transformar-se em realidade senti-me emocionado. Daquela área vi surgir esta indústria que é uma das mais modernas do mundo na área de biocombustíveis. Para todo quixadaense é motivo de orgulho ver este empreendimento sair do papel e modificar a paisagem do sertão, bem como sua realidade econômica. Vamos torcer e fazer força que este projeto do biodiesel venha realmente a se constituir num sucesso. Para o bem da ecologia, do nosso povo que terá mais renda, da qualidade de vida das pessoas em geral.

A solenidade foi bastante prestigiada, vários ministros, vários presidenciáveis (Dilma, Haddad, Ciro), deputados federais, estaduais e naturalmente o Presidente Lula. Falou com a oratória rica de detalhes, sentimentos e brincadeiras. Fez rir e chorar. Novamente o povo gostou.

O prefeito, com razão muito feliz, saudou os presentes e falou das conquistas de Quixadá. Terminou dando vivas ao poder do povo pobre. Mais uma influência bolivariana no discurso. Não estive com ele, estamos afastados politicamente por motivos óbvios, mas ele merecia comemorar este dia pelo seu empenho nesta conquista.

O Governador Cid reafirmou seu compromisso com o projeto de biodiesel, anunciando a continuidade do subsídio para os produtores. Foi uma decisão importante. Antes mesmo de assumir o governo, ele comandou duas importantes reuniões sobre o tema com as universidades, Petrobrás, empresas privadas, pesquisadores, MDA, secretarias estaduais e entre muitos outros ali eu estava, representando a Prefeitura pois estava como Prefeito interino. Dá gosto ver gente com compromisso real com a administração pública.

Revi amigos de sempre. Tirei muitas fotos. Fui muito cumprimentado. Depois da solenidade comi um delicioso carneiro com alguns companheiros e voltei a Fortaleza, cansado e feliz.

A foto é do momento em que é explicado ao Presidente o processo a ser utilizado na usina. O expositor é o sr. Almeida, também proprietário do hotel Pedra dos Ventos.