quarta-feira, 21 de julho de 2010

UMA PALAVRA SOBRE AS ELEIÇÕES

Há alguns meses respondemos a uma indagação em uma entrevista à Rádio Monólitos sobre qual seria a minha opinião sobre as eleições deste ano. Na oportunidade colocamos da possibilidade da vitória da candidata do presidente Lula e ressaltamos que nas eleições nacionais a característica determinante era a economia. Como a economia do país ia bem, a tendência era a eleição de Dilma. Enfatizei isso pelo fato de que desde o período da redemocratização a economia tem sido determinante a favor ou contra os partidos que estão no poder.

Quem não se lembra do Plano Cruzado que fez o PMDB eleger quase a totalidade de governadores desse país. E assim tem sido eleição após eleição. Se a economia vai bem, o presidente se reelege ou faz seu sucessor; se vai mal não faz o sucessor. Os números das pesquisas cada vez apontam para este cenário e olhe que a campanha midiática ainda não começou. A imagem do presidente mais popular da história pedindo votos para sua candidata ainda não aconteceu de forma efetiva como será a sua presença no palanque eletrônico após o começo da propaganda eleitoral. E isto será muito forte. Aguardem os números da pesquisa após a presença de Lula nos programas eleitorais para isto se configurar.

Aqui no Estado do Ceará, após a surpresa do PSDB lançar candidato que até ontem era integrante do governo, chegou-se a se pensar em uma disputa acirradíssima. Os números do DATAFOLHA parecem que diminuiram o ânimo dos oposicionistas. Embora não se possa ainda prever o que vai acontecer, a quantidade de adesões recentes à campanha de reeleição de CID indicam que ele poderá acabar a fatura ainda no primeiro turno. Pelas articulações do Comitê Central esta é uma possibilidade real. A organização da campanha, a máquina administrativa, a quantidade de obras em curso e as que estão tendo ordem de serviço constroem um cenário positivo para Cid. Já quanto ao Senado Federal, ali desenha-se uma disputa acirradíssima com três candidatos em potencial em uma maratona que poderá ser decidida em poucos metros ou  até centímetros.

Vamos aguardar as próximas semanas que darão o tom real da campanha no Ceará. Estaremos acompanhando pari passu seu desenrolar.

A foto é do cartaz em destaque no Comitê CID40.