terça-feira, 29 de outubro de 2013

JERICOACOARA - EXEMPLO DE TURISMO

Curtindo o por do sol
Nas lojas
Na Lagoa Azul
entre uma das muitas belas paisagens
 
Falam de Jericoacoara como um paraíso. E realmente saí deste último final de semana prolongado, com esta certeza. Percorri lugares belíssimos; vi um por do sol difícil de esquecer; tomei banhos em lagoas de um azul anil; degustei pratos deliciosos; deliciei-me com bebidas que me deixaram saudades.
 
O clima meio que selvagem de Jericoacoara com ruas de areia, com vegetações nativas preservadas, com animais circulando nas paisagens, possui um simbolismo de natureza que atrai uma energia positiva, para muitos mágica. Trata-se de um lugar para visitar e revisitar.
 
A viagem para Jeri de ônibus e depois de jardineira ou pau-de-arara já dá o sinal de que estamos chegando em algo diferente. A entrada em Jericoacoara mostra que estamos respirando ares diferenciados. A visita ao comércio local demonstra que, além de termos belas e transadas lojas, temos pessoas dispostas a lhe atender bem. Em todos os locais que visitei aconteceu um atendimento a contento. O preço não foi sempre atrativo, mas a qualidade das iguarias inquestionável. Já falei dos drinks. Imperdíveis. Tomei um "lagoa azul" maravilhoso. Um "xoxota" esplendoroso. Pena que não pude repetir nos dias seguintes em minha estada pela variedade de programação que acometi.
 
Um passeio que merecer ser feito é o da Tatajuba. Belas paisagens coroando com um belo banho. Só não igual ao da Lagoa Azul e ao da Lagoa do Paraíso. Estes últimos possuem um frio e imagens magistrais em seu deleite.  
 
Às noites faz-se compras até altas horas; toma-se sorvete; caminha-se na praça; compra-se pães especiais; dança-se forró pé-de-serra; come-se de tudo que você desejar, pois as opções são muito diversificadas, aliás para todos os gostos, de gregos a troianos. Homens e mulheres bronzeados circulam pelas ruas falando o cearensês, os sotaques brasileiros, as línguas estrangeiras. Há uma diversidade de culturas, de pessoas, mas todas a contemplar a beleza astral do lugar.
 
Ah...o por do sol. Maravilhoso ficar na areia da praia a contemplar os últimos raios do sol. Corremos para pegar seus últimos suspiros. E como foram belos. Uma multidão ali estava junto de nós a ver o sol desaparecer. E ele amanhã volta a surgir imponente. Como a vida que vai e vem. As alegrias e tristezas que vão e vem na nossa existência. Entretanto, neste momento só deu para sentir o quanto é belo nosso mundo. Bela Jeri. Belíssima.
 
obs: ah, não fui a Pedra Furada, mas também tinha que ficar algo simbólico para uma nova visita.