sábado, 6 de agosto de 2011

QUIXADÁ (TERRA LINDA) - CHICO BRASILINO

Reproduzo este texto poema que traduz a atual situação vivida por nossa cidade

QUIXADÁ (TERRA LINDA)


Poema de Chico Brasilino

A história que vou contar
Não é de admirar
É de uma cidade esquecida
No sertão do ceará

Esta cidade esquecida
Que se chama Quixadá
Na verdade é muito linda
Apesar de não está
Graças aos nossos governantes
Que só sabem é roubar

Ta no estado tão triste

Que não da para andar
Tem muita poeira e bandido
Não se pode nem falar
Pistoleiro e assaltante
“só falei para rimar” (ave Maria, Jesus)

Buraco em todo canto
Não se pode desviar
Até andando a pé
É arriscado se quebrar

Mais sei que Deus existe
E não vai abandonar
Esta gente tão sofrida
Que não cansa de apanhar
Quero ver se Deus ajuda
Lembrar esta gente Na hora da urna
Em que governantes votar

Esta é minha cidade

Que eu gosto de morar
Nem Dr. e nem Bandido
Vão me amedrontar
Pois mesmo que eu morra agora
Minhas palavras vão ficar.

Lute, Respire e Viva, Quixadá

CHICO BRASILINO