sábado, 24 de novembro de 2012

PROJETO CASA DIGITAL GANHA PRÊMIO CEARÁ DE CIDADANIA ELETRÔNICA

Recebendo o prêmio em nome da SDA
Com  a equipe da Casa Digital
Declamação de versos
Era só alegria
com a equipe da Ceasa (3o. lugar)
fotos para marcar a comemoração
Só alegria da turma
Compareci a este importante prêmio que configurou a SDA como 1o. lugar na Categoria Inclusão Digital pelo Projeto Casa Digital. Isto é fruto de toda a equipe da SDA, em especial dos idealizadores e executores do Projeto Casa Digital. Parabéns a todos. Segue abaixo texto extraído sítio SDA.
 
O Projeto Territórios Digitais/Casa Digital do Campo foi o vencedor do Prêmio Ceará de Cidadania Eletrônica 2012, na categoria Inclusão Digital. O prêmio foi entregue nesta terça-feira (20), no auditório da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). O coordenador de Planejamento e Gestão da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), Cristiano Goes, a coordenadora do projeto, Sandra Bandeira, e toda equipe da Casa Digital compareceram à solenidade para comemorar a conquista.

O titular da Seplag, Eduardo Diogo, destacou que o Prêmio Ceará de Cidadania Eletrônica dá a legitimidade devida aos projetos inscritos na competição. “Nosso objetivo é fazer o reconhecimento das boas práticas de gestão”, frisou.

Para Sandra Bandeira, o prêmio mostra que o Projeto Territórios Digitais/Casa Digital do Campo está no caminho certo e que a inclusão digital precisa estar em todos os âmbitos. “Queremos um projeto que sirva de janela para projetar os povos do campo para o mundo e, através dessa mesma janela, o mundo possa ver essa gente e enxergar suas qualidades, seus valores e todas as suas potencialidades”, comemorou.

A coordenadora comenta que o projeto é exitoso porque tem um embasamento teórico nos princípios da educação do campo e na metodologia de Paulo Freire. As capacitações contemplam os ideais da economia de comunhão e cada beneficiário se sente parte do projeto porque a gestão dos equipamentos da Casa Digital é compartilhada entre os moradores da comunidade.

Cristiano Goes considera o projeto criativo porque promove a inclusão digital dos agricultores familiares, mas com diferencial inovador, onde se discute e é feita a partilha do conhecimento. “O prêmio é um incentivo para que a SDA continue investindo cada vez mais nesse projeto que já é prioritário e que beneficia jovens, mulheres e idosos do campo”, ressaltou.

A solenidade contou com a presença do jovem Francisco Renê da Silva, que leu um cordel de autoria própria para agradecer o prêmio. Ele é da comunidade Catolé da Pista, em Piquet Carneiro, e faz o curso de Gestão em Tecnologia da Informação, através da Casa Digital daquela comunidade. “Me sinto feliz por fazer um curso de capacitação e ter oportunidade de acessar políticas públicas que desenvolvam nossas comunidades”, comentou.

O jovem foi capacitado pela Casa Digital de Catolé da Pista, se tornou multiplicador voluntário e hoje é facilitador do projeto. Ele participou de uma seleção e agora capacita novas turmas em todo o Estado, mas continua morando na mesma comunidade, onde é voluntário do projeto.

O Prêmio
O Prêmio Ceará de Cidadania Eletrônica é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Seplag. O objetivo da premiação é divulgar e reconhecer a qualidade dos projetos públicos, bem como os benefícios oriundos da aplicação da Tecnologia da Informação (TI) na Administração Pública. Ao todo foram inscritos 39 projetos, sendo 32 selecionados para participar da 2ª fase e 20 para a 3ª fase do prêmio nas categorias: TI Verde, Inclusão Digital, Inovação e Governança de TI.
O Projeto
O Projeto Territórios Digitais/Casa Digital do Campo é uma ação do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), em parceria com o Ministério das Comunicações e a SDA. O projeto busca a inclusão digital dos agricultores familiares, através da Casa Digital do Campo.
O local é um espaço público, gratuito e de gestão comunitária que tem a inclusão digital como ferramenta na busca do desenvolvimento para superar as dificuldades de permanecer no meio rural. O Ceará conta com 88 Casas Digitais implantadas e foram distribuídos 968 computadores nas comunidades rurais.
O projeto realizou 176 cursos e capacitou mais de 3.500 moradores do campo, possibilitando que mais de 70 mil agricultores tenham acesso à noções de informática básica e gestão compartilhada.
Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Agrário
Cícero Lacerda - estagiário de Jornalismo
cicero.lacerda@sda.ce.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Lúcio Filho - (85) 3101.8105 | 8897.8510
lucio.filho@sda.ce.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. | asscom@sda.ce.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Twitter: @ImprensaSDA