quarta-feira, 15 de outubro de 2008

E A JUSTIÇA COMO VAI ?

HOMEM MORTO É JULGADO EM SÃO PAULO

Acusado de homicídio morreu na prisão em abril, mas Justiça não sabia.
Em julho, STJ negou habeas corpus e na semana passada, TJ revia pena.
A lentidão na Justiça criou um caso curioso em São Paulo, o julgamento de um homem morto. Condenado por roubo e assassinato, Afonso Benedito, conhecido como o “maníaco de Higienópolis”, morreu em abril na penitenciária onde cumpria pena.
Em julho, teve um habeas corpus negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e, na semana passada, a pena revista por Desembargadores paulistas.
Ninguém sabia que o réu não estava vivo.