sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

CID GOMES LANÇA NA SDA NOVOS PROJETOS PARA OS AGRICULTORES DO CEARÁ

Já estive em solenidades em que o governador Cid Gomes estava muito descontraído e feliz. Entretanto, como a que presidiu hoje na SDA não me recordo. Estava desenvolto, brincalhão e acabou dando uma de mestre de cerimônias. Desta vez não contou piadas, mas soltava brincadeiras com todos. Ao secretário Nelson Martins perguntou como era que se pronunciava P4R (Pi for AR em inglês - projeto de investimento do Banco Mundial). Aos agraciados com projetos sempre tinha uma palavra de descontração e que arrancava sorrisos e gargalhadas.
 
Também não é pouco chegar ao final do ano com o capital político que angariou. Conseguiu vencer a eleição na capital cearense; inaugurou o 1o estádio do Brasil para a Copa do Mundo; entregou para o Ceará um Centro de eventos fantástico. E agora anuncia um pacote de obras de ações de convivência com o semi-árido como nenhum outro estado do Nordeste Brasileiro.

Já o secretário Nelson Martins também não estava menos feliz com o evento. Segundo ele tratou-se de quase um governo itinerante tal o número de projetos liberados. Destacou as ações da SDA e o empenho de toda a equipe para fazer chegar aos agricultores os benefícios referentes a água e a produção.
 
São R$ 5,6 bilhões em ações estruturantes e de convivência com a seca dispostos da seguinte maneira:
Secretaria dos Recursos Hídricos – R$ 1,2 bilhão
Cagece – R$ 546,5 milhões
Cogerh – R$ 39,3 milhões
Barragem – R$ 817 milhões
Trecho 5 do Eixão das Águas – R$ 333,2 milhões
Cinturão das Águas do Ceará – R$ 1,6 bilhão
Secretaria do Desenvolvimento Agrário – R$ 1,1 bilhão
TOTAL – R$ 5,6 bilhões
 
Cid anunciou a construção da primeira etapa do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), que terá investimento de R$ 1,6 bilhão. A primeira etapa terá 155 quilômetros de extensão e deve interligar o município de Jati a Cariús, na região Centro Sul, transpondo águas do Rio São Francisco através de um conjunto de canais e adutoras. O objetivo é levar água a todas as bacias hidrográficas do Ceará e para população mais isolada. O CAC será formado por um canal principal que vai margear a Chapada do Cariri, no sentido leste-oeste, para, em seguida, com direção sul-norte, atravessar as bacias do Alto Jaguaribe e Poti-Parnaíba, atingindo a bacia do Rio Acaraú.
 
Outra ação destacada pelo Governador na área de segurança hídrica foi a conclusão do trecho 5 do Eixão das Águas, com investimento de R$ 333,2 milhões. O Eixão é um conjunto de obras composto por uma estação de bombeamento, canais, adutoras, sifões, e túnel que realiza a transposição das águas do Açude Castanhão para a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), reforçando o abastecimento, numa extensão de 255 km, inclusive na RMF e Complexo Industrial do Pecém, fazendo a integração das bacias hidrográficas do Vale do Jaguaribe e da Região Metropolitana, beneficiando uma população de aproximadamente quatro milhões de habitantes. O último trecho dá garantia hídrica por 30 anos para a RMF e os empreendimentos localizados no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).
 
O pacote que contempla a SDA tem investimento de R$ 1,1 bilhão. O governador Cid Gomes ressaltou a necessidade de aplicação de recursos em obras estruturantes, de se investir em capacitação e na adoção de novas tecnologias para agricultura familiar. Ele destacou que o Estado está executando um conjunto de ações para implantação de pequenos sistemas de abastecimento d'água e cisternas de polietileno, construção de cisternas de placas para consumo humano e cisternas de produção. “até final de 2014 queremos assegurar água de qualidade para todas as famílias cearenses”, frisou o governador.

Na solenidade, Cid Gomes e o secretário da SDA, Nelson Martins, assinaram ordem de serviço com Organizações Não Governamental (ONGs) para construção de 33.400 cisternas de placa e 7.800 quintais produtivos com cisternas de produção, beneficiando mais de 90 municípios com investimento superior a R$ 130 milhões. Também foram divulgados três editais do Projeto São José III para investimento em sistemas de abastecimento d'água, esgotamento sanitário e projetos produtivos, contemplando as cadeias produtivas da ovinocaprinocultura, apicultura piscicultura e agricultura irrigada. O investimento será de R$ 47,7 milhões.
 
Através do Programa Água Para Todos, foi assinada ordem de serviço com a Cooperativa Cearense de Prestação de Serviço e Assistência Técnica LTDA (Cocepat) e com a empresa New Ello para os serviços de ação social e concepção de 1.350 sistemas simplificados de abastecimento d'água e implantação de 14.228 cisternas de polietileno. O investimento total é de aproximadamente R$ 7 milhões.
 
Foram entregues sistemas de irrigação para agricultura familiar, representando investimento superior a R$ 1,3 milhão e beneficiando 110 famílias. Também foram entregues projetos de cultivo de frutas e hortaliças (mandalas), de mini-fábricas de compostagem orgânica, medidores horo-sazonal, tanques de resfriamento de leite e kits de higienização da ordenha, bibliotecas Arca das Letras e certificados de implantação de telecentros do Projeto Territórios Digitais/Casa Digital do Campo.
 
Fonte: site ceara.gov.br