sábado, 18 de julho de 2009

A DECLARAÇÃO DE INDEPENDÊNCIA


"No curso dos acontecimentos humanos, quando se torna necessário que um povo desfaça os laços políticos que o ligavam a outro, e que assuma dentre os poderes da terra a condição separada e igual que lhe conferem as Leis da Natureza e do Deus da Natureza, um respeito digno para com as opiniões da humanidade exige que esse povo declare as causas que o levam à separação. Tais verdades são, para nós, evidentes: que todos os homens são criados em igualdade, que são dotados pelo Criador de certos direitos inalienáveis, e que dentre esses direitos, os Governos são instituídos entre os homens, advindo os seus poderes do consentimento dos governados. Que quando uma forma qualquer de Governo passer a destruir esses fins, cabe ao Povo o Direito de alterá-la ou aboli-la, e de instituir um novo Governo, fundamentando-o sobre princípios tais e organizando os poderes de forma tal que lhe pareçam os mais adequados a fim de realizar sua Segurança e Felicidade".
Thomas Jefferson

obs: Este texto brilhante marca a Declaração de Independência dos Estados Unidos. Serve como resgate histórico e como espaço de reflexão.