domingo, 20 de junho de 2010

SAÚDE: UM GRAVE PROBLEMA EM QUIXADÁ

Neste último final de semana, quando da realização da Festa Pula Fogueira, tomei conhecimento de verdadeiras barbaridades que estão acontecendo na saúde de Quixadá. Não estão dando as condições mínimas para que os funcionários possam atender à população. Não trata-se de uma crítica falaciosa mas de uma situação preocupante, pois os mais prejudicados com o descaso que está acontecendo são as pessoas mais humildes, as quais não tem condições para pagar um plano de saúde ou buscar outra alternativa.

Para se ter uma idéia do descaso, basta ir ao Hospital Eudásio Barroso e presenciar as dificuldades com que acontece o atendimento ao público. Ressalto, não por desleixo dos funcionários mas por conta da falta de condições ofertadas. Parece até brincadeira mas já faltaram, em diversas oportunidades, remédios básicos para o atendimento. Falta ambulância, há problemas nos plantões, todo dia surge um novo tormento. Lamentável. Acho que o gestor deveria ir visitar as unidades de saúde e verificar de perto o desastre administrativo. Enquanto isso  não faltam prêmios a receber pela suposta "boa administração". Bem que alguém próximo a ele poderia falar do ridículo da situação. Enquanto nuvens de fumaça provenientes do lixão que tornou-se o aterro sanitário alcançam a sede de Quixadá, ele recebe o título de um dos melhores prefeitos do Ceará. Triste.