quarta-feira, 27 de outubro de 2010

QUIXADÁ - 140 ANOS DE HISTÓRIA

                               Por do sol de Quixadá
                               Paisagem de Quixadá
                                Açude do Eurípedes
                                Chalé da Pedra
                                Rappel no Açlude Cedro
                                                 Casarão antigo
                                Detalhe da Galinha Choca
                               Crepúsculo em Quixadá
                                Vôo de asa delta
                                Pescador no Açude Cedro
                                                Parede do Açude Cedro
Detalhe da parede do Açude Cedro
Quixadá

"Num recanto alegre deste país,
Na aridez cruenta do Ceará
Encontra-se a urbe que eu sempre quis
É a monolítica Quixadá

Eu dispensaria Roma e Paris
São Paulo, Londrina no Paraná
Por essa cidade humilde e feliz
Das margens saudáveis do Sitiá

Ali vou às compras de manhãzinha,
Passeio nos campos pela tardinha
Isso é para mim o melhor da vida

Vendo as ribanças em arribação
Nos raros serenos que molham o chão
Sinto o cheiro bom de terra sofrida."

Estes versos do saudoso poeta Alberto Porfírio traduzem parte da paixão que os quixadaenses, visitantes e adotados por Quixadá sentem pelo nossa cidade. Chega hoje aos 140 anos de existência. Começou com uma fazenda, uma igreja e uma criação de gado, como muitas outras  pelo Brasil afora. Já viveu momentos dificeis, já viveu tempos de prosperidade. Viveu penosas secas, viveu a época áurea do ouro branco (algodão).

Recebeu presidentes como Getúlio Vargas, Afonso Pena e Luís Inácio Lula da Silva. Recebeu a visita de cangaceiros que saquearam o comércio no tempo da "Sedição de Juazeiro'. É terra de Rachel de Queiroz, Jacinto de Sousa, Cego Aderaldo, Jáder de Carvalho, Eusébio de Sousa e de José Martins Rodrigues. Erigiu grandes homens e valorosas mulheres. É terra de todos nós. Parabéns Quixadá pelos 140 anos de existência. Seus monólitos são como um bloco de sustentação do amor de seu povo por sua terra.

obs: As belas fotos são do grande fotógrafo André Uchoa.