quinta-feira, 28 de outubro de 2010

AMIZADE POR MARCO TÚLIO CÍCERO

"A amizade que existe entre pessoas de bem oferece tantas vantagens que mal posso enumerá-las. Em primeiro lugar, como pode ser suportável a vida que não repousa na mútua benevolência de um amigo? Há coisa mais doce que poder falar com alguém como falamos a nós mesmos? De que valeria toda a felicidade do mundo se não tivéssemos quem com ela se alegrasse tanto quanto nós mesmos? Bem difícil seria suportar adversidades sem um companheiro que as sofresse mais ainda. Enfim, em todos os bens desejados pelas pessoas apresentam, cada qual, uma vantagem específica: as riquezas são para serem usadas; os recursos para alcançar a consideração; as honras, para obter admiração do outros; os prazeres, para serem gozados; a saúde, para não se sofrerem dores e para satisfazer às necessidades da vida física. Ora, a amizade encerra em si inúmeras utilidades. Para onde quer que você se vire, lá está ela a seu alcance; não há lugar onde não esteja; nunca é inoportuna, nunca incomoda. E aqui não falo da amizade comum e medíocre, embora esta também tenha as suas alegrias e suas vantagens. Falo da amizade verdadeira e profunda, aquela amizade que faz mais abundantes as nossas alegrias e torna mais suportáveis nossas adversidades." (Marco Túlio Cícero, Da amizade, Martins Fontes, p. 30-32, com adaptações)