quinta-feira, 21 de outubro de 2010

QUIXADÁ PODERÁ PERDER PRAÇA COM PISTA DE SKATE

O Governo do Estado está construindo 23 pistas de skate em todo o Ceará. O plano de ação atende todas as nove macro-regiões do Ceará. “Utilizamos o esporte como ferramenta de inclusão social e de melhoria na qualidade de vida. O skate, por exemplo, é altamente educativo por desenvolver aspectos positivos ao corpo e à mente, tais como equilíbrio e coordenação motora, além de estimular criatividade, velocidade, concentração, disciplina e auto-confiança. Aprender com o skate, com o cair e o levantar, é aprender para a vida. Afinal, o treinamento diário do skatista é enfrentar desafios”, afirma o secretário estadual do Esporte, Ferruccio Feitosa.

Os 23 novos e modernos equipamentos irão possibilitar arrojadas manobras das categorias Street (com obstáculos como bancos, corrimões, muretas, escadas, rampas na entrada de garagens, buracos, barrancos e paredes), e Half Pipe, que consiste em uma rampa com um formato de "U". Em Juazeiro do Norte, são 600m² de área mix dos três circuitos do skate: Street, Rampa e Cápsulas Banks. “É um três em um”, resume Frewka. Além da pista de Juazeiro, já foi entregue o equipamento de 400m² em Campos Sales.

O ex-presidente da União Brasileira de Skate (UBN) César Girão, e praticante há 34 anos dos shapes em rampas e corrimões, comemora o novo momento do skate e torce pela dimensão nacional do projeto cearense. “Em breve, muita coisa boa irá rolar no Ceará”, estima.

Nessa perspectiva, técnicos da Sesporte já estudam a criação de um calendário anual de eventos para o skate e a formação de núcleos de projetos da Secretaria do Esporte nos municípios. “Com essas novas pistas, agora podemos e queremos trazer eventos de peso para o Estado, assim como montar projetos nossos para formar skatistas”, afirma Ferruccio.

Uma dessas pistas está destinada a Quixadá. A contra partida dos municípios é apenas a disponibilização de terreno para sua efetivação. Os recursos são 100% dos cofres estaduais. Já foram feitos inúmeros contatos pela Secretaria de Esportes para a resolução da situação. Mesmo assim não houve prioridade da Prefeitura para sanar a situação. É o único município contemplado que não destinou a área para a obra. Na reunião do MAPP (Monitoramento das Ações Prioritárias) de que estou participando a situação foi exposta pela SESPORTE.

Lamentavelmente isto está acontecendo com Quixadá. Incompetência, irresponsabilidade, desleixo. Estas três palavras traduzem a atual situação da administração da cidade. Vamos aguardar que os administradores acordem e não façam acontecer a perda de mais uma obra para nossa juventude. Triste.