terça-feira, 9 de dezembro de 2008

DEBATES PRÁTICA E DIÁLOGO 2008


Participei agora a noite de debate promovido pela fundação Konrad Adenauer, Escola de Formação de Governantes, UFC e Assembléia Legislativa com o tema "O exercício da cidadania ativa o e processo eleitoral". A expositora foi a professora e cientista política Lúcia Avelar da Universidade de Brasília. O moderador do debate foi o jornalista do jornal OPOVO Plínio Bortolotti. O debate girou em torno da necessidade da participação mais ampla da sociedade para se construir um mundo mais justo, principalmente em nosso país. Estavam presentes deputados, lideranças comunitárias, muitos estudantes e professores.


Veja algumas das frases da eminente palestrante:


"A pobreza é o resultado da incapacidade de cada um, querem nos colocar os americanos neste rótulo";


"Não acredito em situações individualizadas"


"O país não pode viver com essa imoralidade, essa exclusão social"


"Não acredito que esse congresso faça uma reforma política para o nosso país";


"O judiciário é o pior dos poderes, pela sua falta de transparência, pelo corporativismo, pela sua paralisia, veja até que ponto chegamos. Daniel Dantas diz que não precisa se preocupar com o STJ e STF".


Participei do debate falando da necessidade de conscientizarmos o nosso povo da importância do voto, de que ele não pode ser vendido por telhas, óculos, cimento, por nada. Enquanto nosso povo não se conscientizar disso não haverá mudança real pois a corrupção em nosso país tem suas raízes na política, afirmei.