quarta-feira, 10 de junho de 2009

A VIDA COMO ELA É


Longe de se apegar ao viés jornalístico de tragédias, que fazem de certa forma a "festa" de certos programa televisivos, vale fazer uma reflexão sobre este último acidente que atingiu a sociedade brasileira.

Pude acompanhar um programa que abordava de uma forma, acho que posso dizer, interessante e respeitosa o drama vivido pelos familiares dos integrantes do vôo da AIR FRANCE. Dele se extrai como as nossas vidas podem ser tomadas do meio em que vivemos sem chance de dizer adeus. As pessoas que adentraram naquele vôo tinham sonhos, tinham objetivos de vida; muitos deles no começo de sua realização. Eram pessoas como qualquer um de nós. A vida lhes foi abreviada sem segunda chance. Fica para nós o ensinamento de que devemos estar sempre preparados para o chamado divino. Devemos sempre ao nos despedir das pessoas a quem achamos mais caras, darmos um abraço, um beijo, mostrarmos quanto nós a amamos; pois talvez não a vejamos mais. Quem pode adivinhar o que nos acontecerá ?

Devemos estar sempre preparados. Devemos sempre procurar seguir nossa vida procurando fazer o certo, procurando sempre fazer o bem.