quinta-feira, 5 de novembro de 2009

TCM APROVA APROVA MAIS UMA CONTA DE GESTÃO DE CRISTIANO GOES


Em sessão realizada hoje foi aprovada, por unanimidade, as contas de gestão de 2.003 da Presidência da Cãmara de Quixadá (CE). É a nona conta de minha responsabilidade que é apreciada de forma definitiva pelo TCM. Ser gestor para quem não sabe, precisa ter muito compromisso, pois todo e qualquer secretário, prefeito ou governador deve satisfação à sociedade. Em todas as sessões do Tribunal são desaprovadas inúmeras contas de gestores. Umas por irresponsabilidade e roubalheira, outras por desconhecimento das leis e normas exigidas. A maior parte delas, ou seja mais de 50 % são desaprovadas.

É preciso muita atenção quando for autorizar a realização dos gastos públicos. O pessoal mete a caneta autorizando despesa e mais despesa, no entanto, caso não cumpra a legislação, vai ter consequências futuras. Até quem tem muito cuidado com o cumprimento das normas, às vezes passa dificuldade com a burocracia exigida.

Tem gente, no entanto, que faz compras sem licitação, faz aquisições sem verificar se os fornecedores tem as devidas certidões negativas, faz fracionamento de licitação. Acha que pode fazer tudo e não vai dar em nada. Depois da besteira feita, vem multa e desaprovação de contas. Não tem saída.
Apesar de muita gente achar diferente, acredito que o Brasil está mudando realmente, pois nunca tivemos tantos governadores e senadores cassados como estamos tendo agora. É hora da turma acordar e ver que o controle externo está funcionando de forma mais eficaz e eficiente. Para se ter uma análise da situação, quando assumi a prefeitura de Quixadá em 2006, o quadro era de extrema dificuldade para se cumprir os percentuais de pessoal e educação. Foi com muito empenho que conseguimos chegar ao final do ano com todos os percentuais cumpridos, os servidores em dia, com inauguração de obras e abertura de novos projetos. Mas não foi fácil, precisou muita criatividade e determinação.

Graças a Deus está chegando ao fim a apreciação de minhas contas pelo TCM. Tive aprovadas as contas como Secretário de Cultura(1993, 1994,1995 e 1996); Presidente da Câmara(2002, 2003 e 2004) - falta a de 2001, ainda em análise; secretário de administração(2005), Prefeito Municipal (2006). É um suplício que está chegando ao fim. Obrigado a todos os funcionários da Câmara Municipal que me auxiliaram conjuntamente a ter as contas aprovadas, com seu zelo e cumprimento das orientações e determinações legais.