domingo, 13 de setembro de 2009

ORIGEM DA EXPRESSÃO - "NÃO TER PAPAS NA LÍNGUA"


Esta expressão vem da frase castelhana "no tener pepitas en la lengua". Pepitas, diminutivo de papas, são partículas que surgem na língua de algumas galinhas, uma espécie de tumor que lhes obstruí o cacarejo. Quando não há pepitas - as papas, a língua fica livre, é soltar o verbo. Das galinhas veio a origem da expressão direcionada às pessoas que dizem o que pensam, sem esconder nada ou pensar nas consequências.