segunda-feira, 26 de outubro de 2009

DOM ADÉLIO TOMAZIN - UM PROFETA DO DESENVOLVIMENTO

Longe de mim querer entrar no debate sobre um possível conflito entre o bispo emérito de Quixadá, Dom Adelio Tomazin e e o atual Dom Ângelo Pignoli. Faltam-me informações abalizadas sobre o que está acontecendo. Espero que prevaleça o bom senso e se chegue a um denominador comum, que seja para o bem da Igreja Católica, que seja para o bem de nossa cidade e região.

Entristeço-me apenas com a forma com que uma pequena minoria tem festejado como se isto trouxesse algum benefício a quem quer que seja. Para estas pessoas não se deve dar uma mínima atenção, apenas um sentimento cristão de pena.

Quero fazer um registro sobre o papel preponderante de Dom Adelio Tomazin para as profundas transformações que aconteceram em Quixadá. Pode-se existir quem não tenha muito apreço à figura empreendedora do benfeitor quixadaense, mas não se pode negar sua importância decisiva para a revitalização econômica e social de nossa terra.

Não tenho muito contato com Dom Adélio. Foram raras as oportunidades em que tive a possibilidade de conversar com o reverendo. Em uma delas, em que participaram diversos empresários (18 no total), pudemos perguntar sobre tudo. A respeito de seus projetos, suas idéias, sua visão de desenvolvimento local e também sobre eventuais críticas que eram feitas a sua pessoa. A conversa foi franca e saimos todos dali, com a impressão de termos estado diante de uma pessoa fortemente empreendedora e que nos inspirava para nossas vidas, seja na área empresarial, seja nas mais diversas áreas de atuação.

Dom Adélio, independentemente de cor partidária e convicção religiosa, deve ser reverenciado pela sua inquietude em desenvolver o Quixadá e o Sertão. Por suas ações veio o Santuário Nossa Rainha do Sertão, a Creche Rainha da Paz, a Rádio Cultura, a Maternidade Jesus, Maria e José, a Faculdade Católica, entre tantas outras realizações. A cada dia que visitamos a Maternidade e a Faculdade, vemos a contínua transformação por que passam estas instituições. Sua mais recente obra é uma referência na formação educacional universitária. De impacto sobre as mais diversas atividades da cidade seja na área da construção civil, de entretenimento, imobiliária, etc.

Uma eventual partida de Dom Adélio não traz benefícios nenhum a nossa cidade, muito pelo contrário. Afinal, já dizia John Kenneddy, que "temos necessidade de homens capazes de imaginar o que nunca existiu". Digo que homens assim, com tal qualidade são raríssimos. Ele é um desses. É alguém capaz de se esmerar em trazer projetos e mais projetos para uma cidade desconhecida inicialmente, mas que hoje o acolheu, e o tem como ícone de seu desenvolvimento. Nunca será exagerado para nós dizermos:
Muito Obrigado Dom Adélio, por tudo que fizestes, mas esperamos que ainda possa continuar a fazer mais e mais por nossa cidade.