sábado, 24 de outubro de 2009

E O TRÂNSITO DE QUIXADÁ HEIN ?

Depois da ampla divulgação da institucionalização da quotas de multas, que levou Quixadá a ser manchete nos mais variados estados brasileiros, o trânsito da cidade, que já não vinha bem tornou-se caótico total. A providência impensada do afastamento dos agentes do trânsito deixou o município sem nenhuma fiscalização para o setor. E aí me pergunto, hoje está tendo uma vaquejada que está recebendo muitos visitantes, se ocorrer alguma necessidade de se chamar as autoridades de trânsito, deve-se pedir a ajuda de Quixeramobim, Pacajus ou chamar a CPRV ? Deus ajude que nada de ruim aconteça e não sintamos a falta dos agentes de trânsito. Mas fica a indagação, onde está a cabeça desses gestores que tomam uma medida tão descabida ? Para apurar a "quota de multas" decreta-se a suspensão do órgão de trânsito. Já fizeram assim com a EMPRESQ, ao invés de apurar graves irregularidades, simplesmente extinguiram o órgão. Ou seja, esconderam a sujeira debaixo do tapete. Quanto à situação do trânsito deveria-se ter iniciado um procedimento administrativo mas não abandoná-lo totalmente como está agora. Desfalcar as ruas dos agentes, se por um lado não temos eles multando como o Diretor queria, temos as ruas entregues aos infratores. Espero que no final salvem-se todos. O abandono não é só no trânsito, é na cidade como um todo. Pena, lamentável.