quinta-feira, 29 de outubro de 2009

UMA AULA DE CINEMA E HISTÓRIA - AS TROIANAS

Pude assistir ao filme "As Troianas" no seminário que acontece na UNIFOR, promovido por alunas do mestrado de Direito Constitucional, sob a coordenação do Prof. Humberto Cunha. O filme é impressionante. As atrizes dão um verdadeiro show de interpretação. Também pudera, estamos falando de Katherine Hepburn, Genevieve Bujold, Irene Papas e Vanessa Redgrave. Um filme que aborda de forma diferente a guerra de Tróia. Analisa o conflito sob a ótica dos vencidos, mas especificamente das mulheres. E que mulheres de fibra, altivas e valentes ao enfrentar o cruel destino. Após ver a morte de seus maridos e filhos, são tratadas como despojos de guerra e sorteadas entre os soldados. Mas para as mulheres de "sangue real", o destino lhe delega servir aos generais como servas e amantes.

O filme, que é baseado na tragédia grega escrita por Eurípedes, é uma crítica forte ao belicismo e suas atrocidades. Não pode-se negar o caráter de ousadia e revolução ao abordar tal tema em 425 a.c. Ressalte-se que o roteiro da história ser baseado sob a ótica das mulheres é revolucionário. Um filme imperdível, marcante e inesquecível. Uma obra prima de grande beleza. Seu diretor, o grego Michael Cacoyannis conseguiu realizar um dos mais belos filmes sobre Tróia. Sua abordagem sobre a tragédia emociona a quem o assiste. Possibilita que o espectador se projete na história e se imagine no meio daquele conflito. Simplesmente imperdível.

Depois da exibição do filme tivemos um debate com o Prof. Filomeno de Moraes, o que motivou ainda mais as idéias sobre a película. Infelizmente, por questão de agenda de estudo, não pude comparecer aos demais dias do seminário. Afinal, é final de semestre, proximidade de conclusão do curso, tenho que me dedicar à produção final da monografia. Mas como brincam alguns amigos e amigas meus: foi show.