quinta-feira, 29 de outubro de 2009

VIDA: MOMENTOS DE ALEGRIA E ETERNA SAUDADE

Ontem participei do aniversário de uma amiga. Nesse novo período de estudos tenho feito boas amizades, que aliás espero sejam para a vida toda. Celebramos no almoço o dom da vida de Livia e naturalmente a amizade construída no grupo que participou. Foram bons momentos, como tem sido o convívio da turma.

Poucas horas depois dessa comemoração, recebi um telefonema que me informou do falecimento do amigo Neuton. Foi uma notícia de impacto para mim. Neuton era uma pessoa adorável, alegre, solidária, extremamente agradável. Alguém com quem convivi, com que nutria uma forte amizade. Meu contato com o Neuton foi através da Lígia, sua esposa. Do relacionamento com a Escola José Jucá, na época eu era secretário de Cultura do município, fez-me conhecer sua família. Daí surgiu um vínculo forte. Foram inúmeras as vezes em que fomos para o quintal de sua casa para bater papo, para conversar sobre a vida. São momentos que não esquecerei.

Depois, durante um bom tempo, Neuton trabalhou comigo. A amizade evoluiu ainda mais. Éramos amigos que a distância não separa jamais. Na última vez que tive em Quixadá, há alguns dias, por acaso nos encontramos e ele continuava o mesmo: brincalhão e feliz. É essa a imagem com a qual vou me lembrar do amigo.

Não pude dar o abraço nesse momento de dor e pesar que passou minha amiga Lígia. Sei que ela terá que ter muita força para continuar sua vida, tal sua ligação afetuosa com o marido. Espero que sua família consiga superar este momento. De uma coisa tenho certeza, ele está em um bom lugar, pois era uma pessoa humana, boa e emotiva.

Às vezes, no corre-corre de nossas vidas, deixamos de expressar nossos sentimentos de amor, carinho, amizade, etc. Por isso, que todos os momentos devem ser vividos como se fossem os últimos. Muita força, Lígia, Felipe e Bel. Meus sentimentos.