sábado, 8 de agosto de 2009

POESIA "QUIXADÁ" - DR. GLAUCO BARREIRA MAGALHÃES


QUIXADÁ

Dr. Glauco Barreira Magalhães

Quixadá, terra hospitaleira
De moças bonitas
De rainhas de tez emolduradas
De cabelos de ouro
De festas jubilares, de saraus
De charretes a correrem os prados
Enfeitados de boninas.

Quixadá. és princesa coroada de jóias
Que são as pedras, as rochas
Que identificam a tua paisagem
Uma delas encima o Santo Cruzeiro
De braços abertos
Num longo amplexo abençoando a gente

Quixadá, que esses marcos
Que sobre o chão se postam
Quais sentinelas a te montarem eterna guarda
Sejam símbolos imarcescíveis
Dos loiros, das glórias
Com que há de enriquecer-te
A marca triunfal da história.