segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

JUSTIÇA TARDIA NÃO É JUSTIÇA


Vi um pronunciamento do Ministro do STF Joaquim Barbosa falando que existe a possibilidade de um réu exercer o direito a 92 recursos em um processo criminal. Desse jeito nenhum criminoso com posses financeiras vai para cadeia. A máxima de que só é preso os mais pobres se escancara de vez. Triste ver esse quadro desolador da justiça brasileira. Quem tem dinheiro consegue driblar a lei e fica em liberdade praticamente eterna. Quando se pronuncia algum poderoso, ceús e terras tremem como foi o caso da operação Satiagraha. Muda-se até súmula do STF para proteger bandido de colarinho branco.

Hoje aconteceu uma discussão sobre o caso em sala de aula. Um professor, que é defensor público, chegou a relatar outro problema: a falta de responsabilidade de muitos magistrados. A inoperância, não pelo grande número de processos ou recursos, mas causada pela falta de compromisso de certos juízes. Sabemos com certeza, de que não basta apenas mudar as leis, é necessário uma mudança de mentalidade conjunta. A sociedade tem que exigir isto.

Como podemos entender a omissão da imprensa para muitos ocorridos. Acabamos de ver uma denúncia sobre um parlamentar de um castelo ganhar as páginas de jornais, revistas e o Jornal Nacional. Correta a postura da imprensa no caso mas como se justificar seu silêncio sobre a vida pregressa do recém-eleito presidente do TJ local do Ceará. E eleito com a maioria esmagadora dos votos dos desembargadores. Dá para confiar em uma justiça dessas ? Dificil, não é ?


RECURSOS MIL + CORRUPÇÃO = JUSTIÇA SENIL.

obs: a foto é do Ministro Joaquim Barbosa, um dos que ainda honram a toga de magistrado.
obs 2: Para mais detalhes sobre o caso do Ceará leia: http://www.conjur.com.br/2002-jan-08/desembargadores_afastados_tj-ce_sao_investigados