quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

MAIS UMA DE BARACK OBAMA


Vejam esta matéria do jornalista Jânio de Freitas que foi vinculada discretamente na Folha de SP. É uma mudança de concepção total do novo governo dos Estados Unidos. Respeito à soberania e a difusão do panamericanismo. Não foi à toa que torcia distante pela vitória de Barack Obama.

Cá entre nós. Pois é, enquanto a “internacional antichavista” faz mágicas para continuar alimentando a imprensa sul-americana, vem do mundo de Barack Obama uma novidade que não parece ocasional.
O Departamento de Estado atesta que o referendo vencido por Hugo Chávez foi “totalmente coerente com o processo democrático”. Como sobremesa, o democrata “Washington Post” define as novas constituições de Venezuela, Bolívia e Equador como “processos pacíficos” que se destinam a “refundar aquelas nações para corrigir injustiças históricas”.
No que nos respeita, são sinais quase inacreditáveis de uma inovação inacreditável. Por importante que seja, seu aspecto político é o de menos. A mudança de percepção e de concepção é ainda mais assombrosa.Lembra uma palavra que nunca passou de sua sonoridade: Panamericanismo. Não faz mal imaginar que aqueles fatos sejam uma insinuação esboçada de vida em comum nas nossas bandas.