terça-feira, 12 de maio de 2009

"A CIDADE ESTÁ ABANDONADA"


Esta foi uma frase de desabafo proferida pelo historiador João Eudes Costa, que é morador do bairro Rodoviária. Revoltado por não conseguir nenhum contato com autoridades municipais durante as chuvas que cairam no município em Quixadá e provocaram uma série de alagamentos no bairro em que mora ele concedeu entrevista denunciando o descaso no município. Veja parte de suas declarações:

"Nós estamos na avenida José Caetano abandonados pela prefeitura. Isto é um desrespeito muito grande e não chega ninguém para tomar providências. Os telefones dos meninos da secretaria estão todos desligados. A cidade está abandonada. Uma cidade que não tem dono é deste jeito..."

Já faz algum tempo que neste blog chamamos a atenção para os recursos que foram conseguidos para construir uma grande drenagem e solucionar o problema. O recurso veio mas não foi aplicado pois a obra não foi concluida. Ressaltei que poderíamos ter novamente enchentes na área pela inexecução da obra, o que realmente aconteceu. Veja os dados do convênio abaixo:

Número do Convênio SIAFI:613651 Saiba como obter informações adicionais, denunciar irregularidades ou comunicar inconsistência de dados
Situação: Adimplente
Nº Original: CR.NR.0240148-33
Objeto do Convênio: IMPLANTACAO DE DRENAGEM DE CORREGO
Orgão Superior: MINISTERIO DA INTEGRACAO NACIONAL
Concedente: CAIXA ECONOMICA FEDERAL - MI
Convenente: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADA
Valor Convênio: 1.940.000,00
Valor Liberado: 1.940.000,00
Publicação: 14/01/2008
Início da Vigência: 30/12/2007
Fim da Vigência: 30/04/2010
Valor Contrapartida: 194.000,00
Data Última Liberação: 04/08/2008
Valor Última Liberação:1.940.000,00

Vejam que o recurso foi liberado integralmente em 2.008. E a obra que é bom nada.
Analisando a situação de nossa cidade é para ficarmos tristes mesmo diante dessa inoperância.
Sabia do despreparo atual gestor mas nunca pensei que o descaso chegasse dessa forma em tão pouco tempo. É bem verdade que ele está herdando um legado de problemas. Mas sera que não é hora dessa gestão dizer a que veio e procurar enfrentar de forma transparente as situações. Eita incompetência.

foto: diariocentral.blogspot.com