sexta-feira, 1 de maio de 2009

POESIA DE PATATIVA DO ASSARÉ SAUDANDO O INVERNO


Mesmo que em algumas cidades a chuva tenha sido exagerada, não existe nenhum nordestino que não se alegre com a água caindo, o verde da vegetação, com o canto dos pássaros saudando a chuva. Nosso poeta inesquecível fez uma poesia para saudar a chegada do inverno. Ei-la:


A festa da natureza

Chegando o tempo do inverno,
Tudo é amoroso e terno,
Sentindo o Pai Eterno
Sua bondade sem fim.

O nosso sertão amado,
Estrumicado e pelado,
Fica logo transformado
No mais bonito jardim.

Neste quadro de beleza
A gente vê com certeza
Que a musga da natureza
Tem riqueza de incantá.

Do campo até na floresta
As ave se manifesta
Compondo a sagrada orquesta
Desta festa naturá.

Tudo é paz, tudo é carinho,
Na construção de seus ninho,
Canta alegre os passarinho
As mais sonora canção.

E o camponês prazentero
Vai prantá fejão ligero,
Pois é o que vinga premero
Nas terras do meu sertão.